Paneleiras de Goiabeiras – Exhibition in Amsterdam!

Margô Dalla-Schutte – Socializando a cultura capixaba/brasileira além-fronteiras.

md_exposicaoA jornalista e fotógrafa capixaba Margô Dalla-Schutte, residente nos Países Baixos, inaugurou em Amsterdam, a mostra de fotografias intitulada “Paneleiras de Goiabeiras”. A fotógrafa vem registrando o ofício das paneleiras há anos e decidiu mostra-lo na capital da Holanda. A abertura aconteceu no Teatro Munganga -, um importante e conhecido local daquela cidade, no último dia 09 de junho. A exposição ficará aberta para visitação pública até o dia 09 de julho de 2012. Este projeto visa principalmente a disseminação da cultura capixaba na Europa, começando por Amsterdam, cidade onde reside a artista. Um dos pontos importantes do projeto de Margô, é o fato inédito de que, está sendo mostrada, pela primeira vez em outro país, todos as etapas de como são feitas as panelas de barro capixabas.

O projeto da exposição foi aprovado preliminarmente pela Embaixada do Brasil na Holanda e depois o Ministério das Relações Exteriores confirmou a concessão de parte do benefício para o evento. O “Paneleiras de Goiabeiras” tem como objetivo principal divulgar/disseminar/difundir essa importante cultura capixaba, considerada Patrimônio Cultural do Brasil, para outros países.

Para se ter a exata dimensão da importância desta atividade cultural, foi aprovado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), em reunião de 21/11/02, o registro do ofício das Paneleiras de Goiabeiras para ser inscrito no Livro de Registro dos Saberes e declarado Patrimônio Cultural do Brasil.

A partir daí, o saber envolvido na fabricação artesanal de panelas de barro foi registrado como Patrimônio Imaterial no Livro dos Saberes em 2002. O processo de produção no bairro de Goiabeiras Velha, em Vitória, no Espírito Santo, emprega técnicas tradicionais e matérias-primas provenientes do meio natural. A panela de barro, fruto de um conjunto de saberes, constitui suporte indispensável para o preparo da típica moqueca capixaba. Desde 2002, o ofício de fazer panelas de barro passou a ser reconhecido nacionalmente como um Bem Cultural de Natureza Imaterial e titulado como Patrimônio Cultural Brasileiro.

A inclusão das Paneleiras como Patrimônio Cultural Brasileiro foi uma iniciativa do Ministério da Cultura e do, já citado, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A medida se tornou possível por intermédio do Decreto Federal 3.551/2000, que instituiu o registro de bens culturais de natureza imaterial.

Em novembro de 2011, as Paneleiras de Goiabeiras ganharam o selo de Indicação Geográfica pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual. A Indicação de Procedência “Goiabeiras” é a primeira IG capixaba e a segunda brasileira na área de artesanato. O selo irá agregar o reconhecimento dado ao ofício das paneleiras como primeiro patrimônio imaterial brasileiro, feito pelo Instituto Brasileiro do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN).

A identificação de determinado produto ou serviço originário de um local, região ou país, é importante na preservação de suas origens. Foi assim que aconteceu em 1927 com a bebida Champagne, oriunda da região de Champagne-Ardenne na França, que foi reconhecida, sendo a pioneira na proteção deste tipo de vinho também chamado de espumante.

No Espírito Santo, mais dois produtos deverão receber o selo e o reconhecimento do INPI. O mármore e o granito e a carne de sol, produzida no extremo norte do Estado na região que abrange os municípios de Montanha, Pinheiros, Mucurici e Ponto Belo. Esses produtos e metodologia, tem   apoio técnico do Sebrae, para analisar a provável indicação ao selo de qualidade que a partir desse atestado, passam a ter garantia de qualidade e status únicos.

Na abertura oficial da Exposição “Paneleiras de Goiabeiras” a fotógrafa brasileira, Margô Dalla-Schute, ofereceu um coquetel para os convidados com pratos típicos elaborados e servidos em panelinhas de barro individuais e degustação de caipirinhas com a cachaça capixaba Santa Terezinha do Entreposto Cachaça Santa Terezinha do Horto Mercado da Praia do Suá, em Vitória-, um centro de culinária, supermercado e entretenimento.

Foi apresentado dois documentários/vídeos dos cineastas capixabas Clóves Mendes – “Panela de Barro – Tempero Capixaba” e Keko Sinclair – “Panela de Barro – Uma receita de 400 anos“.

A mostra de fotos intitulada “Paneleiras de Goiabeiras” consiste na exposição de 16 fotos – formato 85×60 mm; foi produzida pelo blog PeoplefromBrazil.com, patrocinada pela Embaixada do Brasil na Holanda e contou com o apoio do IBDTI _ Instituto Brasileiro de Direito Tributário Internacional, Teatro Munganga, Cachaça Santa Terezinha, ABZ Projetos e Produções, Sheilamara.com, Manerex.at, GSA Gráfica e Editora, DoBrasil Publicidade e Jornalismo, Plusfood – BRF e Impressa Comunicação&Design.O projeto de inovação apresentado à Embaixada do Brasil nos Países Baixos, foi escrito pela especialista em projetos e mestranda Camila Dalla Brandão. Na foto abaixo, Camila entrevista o Consul-Geral do Brasil na Holanda, Embaixador Alexandre Gueiros.

Presentes na abertura da mostra, pessoas do mundo cultural e artístico de Amsterdam. Representando a Embaixada do Brasil e o Governador do Espírito Santo Renato Casagrande, o Embaixador Alexandre Gueiros-, Consul-Geral do Brasil na Holanda e sua esposa, Sra. Gladys Gueiros.

Sobre a fotógrafa/jornalista

Margô Dalla é fotógrafa/jornalista com mais de 30 anos de carreira. Trabalhou em importantes veículos de comunicação do Brasil como as Redes Tribuna e Gazeta, TV Educativa, Emcatur-Empresa Capixaba de Turismo, Secretaria de Meio Ambiente do Estado, Prefeitura de Vitória, TV Itapoã em Salvador/BA e Câmara dos Deputados em Brasília.

Promoveu outras exposições coletivas e individuais e realizou inúmeros documentários.

Mora há 5 anos na Holanda onde é blogueira. Tem um website, que promove a cultura brasileira no exterior www.peoplefrombrazil.com onde escreve e fotografa os artistas brasileiros que vivem fora do Brasil.

Atualmente documenta algumas culturas do Espírito Santo como os seringais, cana de açúcar e suas aplicações, café. Fotografa também orquídeas, paneleiras, bandas de congo, profissões de rua em extinção etc…

Paneleiras photos https://flic.kr/s/aHsjzTj5xU

Exhibition photos https://flic.kr/s/aHsjzPCoNV