“Ouvirandô” – Festa da Brasilidade!

Ouvirandô

Ouvirandô

Em comemoração ao dia da Independência do Brasil, aconteceu na Casa Munganga em Amsterdã/Holanda, o “Ouvirandô” – Festa da Brasilidade. O evento foi uma iniciativa de representantes da Mesa de Cultura do Conselho de Cidadãos dos Países Baixos e teve o apoio do Teatro Munganga, da DoBrasil Publicidade e do site People from Brazil.

Cerca de 80 pessoas de várias nacionalidades (entre artistas e público) estiveram presentes às festividades. As apresentações começaram com o grupo “Mulheres do Brasil” que neste dia foi representando pelas cantoras Elaine Peterson, Flávia Costa e Marina Sawaya, acompanhadas pelo maestro Enrico Nery, cantando o Hino Nacional. Após a abertura oficial, muita música, teatro e escritores falando sobre suas criações. E nas paredes do Munganga, obras e fotografias de brasileiros.

Os artistas plásticos Júlia dos Santos Baptista, Vilma Machado, Lego Lima, Sérgio Godoy e Luciano Jaluciano (com uma obra de minha coleção particular) e os fotógrafos Marlio da Silva com cenas urbanas, Neyde Lantyer com uma foto preto branco de Amsterdã e a portuguesa Ana Carvalho com fotos de sua coleção “Brasil”. Eu também participei com um painel de 8 fotografias de cantores famosos brasileiros como Lenine, Elba Ramalho, Luis Melodia, Gilberto Gil, Djavan e Alceu Valença. Também nas festividades, a dupla Josué (Marcos Viana) e Kaleb com teatro de comédia, Ubiracy Carneiro de Santana com um solo de Maculelê. O chefe de “cuisine” e também ator, Lúcio Fiuza , dirigido por Luiza Monteiro, declamou trechos de músicas de Chico Buarque, Heloysa Baylão participou das comemorações cantando, e os escritores Harrie Lemmens, Júlia Abreu de Souza e Kinha Costa, falaram de suas produções literárias. Luiza Monteiro, fez uma paródia de uma senhora portuguesa que fala sobre as relações entre Portugal e Brasil no ano de 1822-, data da Independência do Brasil. Norah Kluis Paiva cantou a música “Dindi” de Tom Jobim. A holandesa, com coração brasileiro, Marian Dorothe encerrou o evento interpretando músicas brasileiras e o DJ Love Supreme colocou todo mundo para dançar.

Essa foi a primeira festa de muitas que virão! A alegria de todos foi contagiante e a promessa de que no ano que vem, o nosso “Ouvirandô” – Festa da Brasilidade também acontecerá! Convido todos a participar da Mesa de Cultura com opiniões, projetos e novas ideias!