Instituto Terra – O sonho de Lélia Wanick e Sebastião Salgado realizado!

 por Margô Dalla

Instituto Terra – O sonho de Lélia Wanick e Sebastião Salgado realizado!

“What was formally dry pasture, now is a Forest”!

No trem com Laércio Ferracioli, Angela Buaiz, Dayse Lemos, Henk Schutte e Lauro Coelho.

No trem com Laércio Ferracioli, Angela Buaiz, Dayse Lemos, Henk Schutte e Lauro Coelho.

O trem partiu de Vitória/ES às 7 da manhã com chegada prevista para 10 hs em Aimorés/MG. Embarcamos, Henk, Anginha, Lauro, Dayse, Laércio e eu, em um vagão confortável do trem da Cia Vale do Rio Doce. Da janela, seguimos a paisagem e geografia do Espírito Santo com suas curvas, morrinhos e riachos. Em algumas áreas, muita terra abandonada,  em outras, campos verdes e viçosos com vegetação exuberante. Saudosa, lembrei de muitas viagens que fazíamos com a família, de Colatina/ES até Belo Horizonte/MG.

Sou da região do Rio Doce (Colatina/ES) e acompanho a degradação do rio. Antes navegável, agora é assoreado e pequeno. Em minhas lembranças de infância, o Rio Doce era imenso, caudaloso…com florestas do bioma da Mata Atlântica. Atualmente em alguns trechos, pode-se atravessa-lo de uma margem à outra, caminhando.

Depois de 16 anos volto ao Instituto Terra em Aimorés e deparo com um ambiente completamente diferente de anos atrás. O descampado, a seca e o desmatamento não existe mais e sim exuberância de plantas e a prática da educação ambiental.

O sonho da arquiteta Lélia Wanick e do fotógrafo Sebastião  Salgado, tornou-se realidade. O casal acreditou que podia recuperar a terra e o fez.

O sonho da arquiteta Lélia Wanick e do fotógrafo Sebastião Salgado, tornou-se realidade. O casal acreditou que podia recuperar a terra e o fez.

O sonho da arquiteta Lélia Wanick e do fotógrafo Sebastião Salgado, tornou-se realidade. O casal acreditou que podia recuperar a terra e o fez. Restaurou a Mata Atlântica da região da Fazenda Bulcão em Aimorés com sua rica diversidade e estimulou o desenvolvimento social eco-sustentável na região. Lá, criaram o o Instituto Terra um centro de excelência nas áreas de recuperação e educação ambiental, sustentabilidade e mobilização social.

No Instituto Terra, através do Centro de Educação e de Recuperação Ambiental – CERA, ministram cursos para jovens, em módulos cujos temas que entre outros são: degradação ambiental, ecologia , manejo florestal, agroecologia, sistemas agroflorestais, silvicultura, permacultura, educação ambiental, combate a incêndios.

Com uma área de 676 ha. é reconhecido como Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) desde 1998. É a primeira RPPN criada em uma área degradada.

Entre os objetivos, o de desenvolver novas tecnologias no uso das sementes, viveiro, e na recuperação de áreas degradadas, documentação de técnicas de reflorestamento e de reabilitação do ecossistema da Mata Atlantica, fauna e flora, recuperação da água, silvicultura, uso de fertilizantes orgânicos e promover o desenvolvimento sustentável no Município de Aimorés com as comunidades, em ações que visem, planejamento, ocupação sustentável e racional do território.

Mais fotos