A Primeira Guerra Mundial terminou em 11 de novembro de 1918. Cem anos depois, o artista e iniciador da ideia, de Osnabrück, Volker-Johannes Trieb em parceria com o curador Mattijs Visser, convidou 31 artistas, das nações envolvidas militarmente na guerra, de renome internacional para criarem em conjunto um memorial para a paz. A exibição das obras de arte deve ser entendida como um símbolo para a paz e como um aviso contra a guerra.

jean-boghossian-jk-1160q_1_orig

O projeto “1914/1918 – “Not then, not now, not ever!” será aberto no dia 07 de novembro, cerimônia oficial em 9 de novembro no Bundestag alemão e aberta ao público de 10 de novembro a 6 de janeiro de 2019.

O ponto de partida para o trabalho artístico é um bloco de carvalho com dimensões de 30 x 30 x 30 cm, que foi disponibilizado a todos os artistas participantes para projeto e processamento individual. A madeira origina-se de uma seção amargamente contestada perto de Hirtzbach, na Alsácia, e ainda hoje traz vestígios da guerra: feridas da madeira, restos metálicos dos mais variados projéteis militares e descoloração negra tornam esses elementos de madeira evidências do passado.

nedko-solakov-jk-0092q_orig

As Nações Unidas reconheceram que a arte e os artistas podem mudar o mundo e ajudar no processo de paz.

Abaixo os artistas que participam da “1914/1918 – “Not then, not now, not ever!”.
Aljoscha (Ucrânia)
Mirosław Bałka (Polónia)
Jean Boghossian (Armênia) Christian Boltanski (França), Monica Bonvicini (Itália)
Wim Botha (África do Sul)
Geta Brătescu (Romênia)
Pedro Cabrita Reis (Portugal) Tony Cragg (Reino Unido) Berlinde De Bruyckere (Bélgica) Braco Dimitrijević (Croácia) Cevdet Erek (Turquia)
Fiona Hall (Austrália)
IRWIN (Eslovênia)
Ilya & Emilia Kabakov (Rússia) Anish Kapoor (Índia)
David McCracken (Nova Zelândia) Hermann Nitsch (Áustria) Roman Ondák (Eslováquia)
Sándor Pinczehelyi (Hungria) Horio Sadaharu (Japão)
Sean Scully (Irlanda)
Kiki Smith (EUA)
Nedko Solakov (Bulgária)
Jana Sterback (Canadá)
Rirkrit Tiravanija (Tailândia) Raša Todosijević (Sérvia) Günther Uecker (Alemanha) Costas Varotsos (Grécia) Huang Yong Ping (China)
Jana Želibská (República Checa)

De acordo com o curador Tijs Visser, a variedade de formas de expressão foi importante para nós quando selecionamos os artistas. Várias obras têm fortes ligações com os horrores da guerra, enquanto outras expressam esperança e liberdade.

A referência aos locais históricos é especialmente importante para o artista de Osnabrück Volker-Johannes Trieb, que iniciou o projeto. Ele gostaria de criar uma consciência, tanto para o evento histórico de grande alcance, quanto para suas consequências, que se estendem até o presente.

Organizadores:
“1914/1918 – Not Then, Not Now, Not Ever” é um projeto em conjunto com o artista Volker-Johannes Trieb com o Distrito Administrativo de Osnabrück e a Art & Culture International GmbH, em cooperação com o curador Mattijs Visser, Andreas Brenne, professor da Universidade de Osnabrück e Jost von Papen, Hochschule Osnabrück. O projeto de arte é patrocinado pelo Bundestag alemão, a Universidade de Osnabrück, Hochschule Osnabrück e muitas empresas da região de Osnabrück.